11 de jun de 2012

Se morar é um direito, ocupar é um dever

Moradores seguem aflitos com as sucessivas ordens de reintegração (Foto: Flickr/Fora do Eixo)
Déficit habitacional na maior cidade da América Latina chega a 1,4 milhão

Por Igor Carvalho - SpressoSP 

A cidade de São Paulo sofre com um déficit habitacional de 1,4 milhão de moradias, segundo dados da Secretaria Municipal de Habitação. Em defesa do direito de morar, como prevê a Constituição, famílias ocupam prédios na região central da capital. São imóveis geralmente abandonados por décadas e com dívidas com a prefeitura.


O engenheiro e pesquisador do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, Luiz Kohara, defende que ocupar é legítimo. “O que legitima uma ocupação é o direito à moradia, que é constitucional. Portanto, qualquer pessoa sem moradia pode ocupar um imóvel vazio, até porque um prédio, ou casa, sem função social e vazio está em situação de ilegalidade, é justo e de direito, a ocupação.”


Continue lendo aqui

Um comentário:

Arce Cidadania disse...

Estamos seguindo esse blog!
Pode seguir o nosso?
www.arcecidadania.org