24 de out de 2009

“Lula, o Filho do Brasil” abre Festival de Brasília

O filme "Lula, o Filho do Brasil", de Fábio Barreto, abrirá a 42a edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que acontece entre os dias 17e 24 de novembro.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (21) pela Comissão Organizadora do Festival, que divulgou os filmes selecionados para o evento.

Seis longas e 12 curtas farão parte da mostra competitiva em 35 mm. Concorrem neste ano "É Proibido Fumar", de Anna Muylaert; "A Falta Que me Faz", de Marília Rocha; "Quebradeiras", de Evaldo Mocarzel, "Filhos de João, Admirável Mundo Novo Baiano", de Henrique Dantas; "O Homem Mau Dorme Bem", de Geraldo Moraes; e "Perdão Mister Fiel", de Jorge Oliveira.

Ao todo, 366 filmes foram inscritos, sendo 52 de Brasília. De acordo com o coordenador do Festival, Fernando Adolfo, as produções são de ótima qualidade. Ele também comemora o número de produções. “Brasília mantêm-se, de fato, no circuito do cinema nacional. Embora seja uma cidade muito jovem, só ficamos atrás de Rio e São Paulo”, declarou.

O secretário-adjunto de cultura do Distrito Federal, Beto Sales, destacou a qualidade da produção cinematográfica do Distrito Federal. “Este é um Festival de números grandiosos e Brasília destacou-se no número de produções inscritas. O que é, sem dúvida, um dos reflexos do aumento dos recursos do Fundo de Apoio à Cultura, somado a boa escola de audiovisual de nossa capital”, disse.

A lista com os selecionados pode ser vista no site www.sc.df.gov.br.

-------------------------------------------------------

Trailer oficial do filme Lula - o filho do Brasil.




Emoção: veja o trailer oficial de Lula – o filho do Brasil


Portal do Vermelho - 04.10.09

O longa-metragem Lula – O filho do Brasil, que narra a trajetória do atual presidente da república, entra em cartaz em janeiro de 2010.

Assista o trailer oficial do filme, que será revelado nos cinemas a partir de sexta-feira (2).

O vídeo traz imagens inéditas do filme, que mostra as origens de Luiz Inácio Lula da Silva, desde seu nascimento em Garanhuns, no agreste de Pernambuco, até a morte de sua mãe, dona Lindu, interpretada pela atriz Glória Pires. O longa é dirigido por Fábio Barreto (de O quatrilho, representante do Brasil no Oscar em 1995), que também assina o roteiro, inspirado no livro homônimo da historiadora Denise Paraná. Quem interpreta o presidente é o ator Rui Ricardo Dias. O elenco tem ainda Cléo Pires, Juliana Baroni, Lucélia Santos e Milhem Cortaz. Com um orçamento de cerca de R$ 12 milhões, a produção promete ser um dos maiores lançamentos do cinema nacional no próximo ano.



Fonte: Portal do Vermelho - Outubro/2010

Nenhum comentário: