12 de abr de 2016

"Cai a máscara dos conspiradores", diz Dilma sobre Temer e Cunha

 

A presidente Dilma Rousseff chamou o vice-presidente Michel Temer de "chefe conspirador" do "golpe", da "farsa" e da "traição", em discurso de crítica direta ao peemedebista. Disse, também, que Temer tem desapego ao Estado democrático de direito e à Constituição, durante evento no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (12).

Jornal GGN

"Agora, conspiram abertamente, à luz do dia, para desestabilizar uma presidente legitimamente eleita. (...) O gesto revela a traição contra a mim e contra a democracia e que o chefe conspirador não tem compromisso com o povo", disse Dilma, referindo-se à Michel Temer e ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com a presidente, os dois agem de forma planejada, sendo "chefe e vice-chefe assumidos da conspiração", atuando em "gabinete do golpe", tentando "montar uma farsa" para interromper o seu mandato no Congresso Nacional.

"Um deles é a mão não tão invisível, que conduz com desvio de poder e abusos inimagináveis processo de impeachment. O outro esfrega as mãos e ensaia a farsa de um vazamento de um pretenso discurso de posse. (...) Cai a máscara dos conspiradores e o país e a democracia não merecem tamanha farsa", afirmou, duramente.

Segundo a presidente, não há mais dúvidas de que um golpe está em andamento. "Se ainda havia alguma dúvida sobre o golpe, a farsa e a traição em curso, não há mais. Se havia alguma dúvida sobre a minha denúncia de que há um golpe de Estado em andamento, não pode haver mais. Os golpistas podem ter chefe e vice-chefe assumidos. Não sei direito qual é o chefe e o vice-chefe", disse.

Dilma acusou, ainda, o PMDB de "leiloar posição no gabinete do golpe" e se mascarar acusando o governo de distribuir cargos para partidos como o PP, PR e PSD em troca de voto contrário ao impeachment.

"Ao longo da semana, acusaram-se de usar expedientes escusos para recompor a base de apoio, me julgando por seus espelhos, porque são eles que utilizam tais metas. Eles caluniam enquanto leiloam posições no gabinete do golpe, em um governo sem voto", acusou.

A presidente ironizou o conteúdo do áudio: "Ele diz que é capaz de anunciar que está pensando em manter as conquistas sociais. Pensando e pensando, como se, para manter conquista social, deve-se pensar". 

Nenhum comentário: