7 de abr de 2010

Globo no RJ ataca governo que apoia Lula, mas em SP protege Serra e Kassab das enchentes.


A tragédia no RJ: porque a Globo e o jn pegaram pesado


O jornal nacional de ontem – clique aqui para ir ao site – dedicou 99,99% de seu espaço à tragédia o Rio.
A manchete do Globo, do tamanho da cratera do metrô do Serra, é “Cadê o plano de emergência ?”
Todas as reportagens do jn eram iguais.
Todas as passagens de repórter eram iguais.
Transformaram um jornal “nacional” em flash local: esquina tal com rua tal; amanhã não tem aula…
As imagens de internautas do G1 não tinham uma única informação que acrescentasse à dos cinegrafistas.
O texto dos apresentadores e repórteres, de mediocridade abissal.
Nenhum personagem comovente, nenhuma história de emocionar.
A única emoção era a dos apresentadores, que exibiam o ricto de quem vai ao velório da vizinha.
Por que 99,99% do tempo foi para a tragédia ?
Primeiro, para desmoralizar o Rio, ainda mais que o Presidente Lula estava lá.
O governador do Rio é aliado de Lula e quanto mais o Rio apanhar, melhor.
Quanto mais bater no Rio, melhor, porque os filhos do Roberto Marinho – eles não têm nome próprio – só descansarão quando o Carlos Lacerda voltar a governar o Rio.
Segundo, para livrar a cara do Serra, o Zé Alagão.
Se a tragédia do Rio for a PIOR, o Alagão estará absolvido.
A Dilma não vai poder falar do Jardim Romano, a Katrina do Serra.
(Quem deixou construir o CEU e os prédios de apartamentos na área alagada do Jardim Romano ? Quem era o prefeito ?)
Tragédia por tragédia, viva a do Rio !
Se no alagão do Zé Alagão, o jn dedicasse metade do tempo que dedicou à tragédia do Rio, os filhos do Roberto Marinho demitiam o Ali Kamel.
O jn é assim.
Na hora da tragédia, ele não falha.
Pense, amigo navegante, quando o Brizola foi eleito governador e o golpe da Proconsult.
O jn estava lá.
Pense no debate Color vs Lula (clique aqui para ler “O que a Globo omitiu sobre o Armando Nogueira” ): o jn estava lá.
Pense no segundo turno em 2006, quando o jn do Ali Kamel omitiu o desastre da Gol para levar a eleição para o segundo turno.
A Globo deve ao Zé Inacabado a absorção, suave, quase secreta, daquele terreninho invadido há 11 anos, sob a ponte do “seu frias”.
Amigo navegante, o jn de ontem é uma prévia do que os filhos do Roberto Marinho vão mandar o Ali Kamel fazer nessa eleição.
Porque a Dilma não é de agasalhar terreno invadido.

Paulo Henrique Amorim

3 comentários:

Anônimo disse...

Sinto náusea quando assisto esta emissora, ou leio qualquer coisa dessa empresa que só fez alienar a população, mas os cariocas aqui estão ligados.
Abraços Fernandes.

Anônimo disse...

A intenção deles é implodir
as Olimpiadas e a Copa do
Mundo.

Yvy disse...

Muito bom, moça ! Há uma pergunta que não quer calar: Quem administrava a cidade do RJ, durante a construção da cidade da música ? Cadê os partidos de oposição que não contestaram a grana usada pra nada e inacabada ?
RJ politicamente uma droga...