15 de abr de 2010

Assentados do MST produzem muito. Veja a verdade.


O MST é um movimento que já ajudou dezenas de milhares de famílias conseguirem ter uma terra para trabalhar, produzir e vender.


Famílias que possuem uma vida melhor do que teriam nas periferias das cidades.

Famílias que através do trabalho se mantém unidas e solidárias.

É um país melhor que o MST está ajudando a construir para todos nós.

Melhor para todos, sim senhor.

Os assentados, trabalham, produzem, tem renda e COMPRAM.

O dinheiro circula e chaga no bolso de todo mundo.

Por exemplo: o assentado compra um sapato feito em Franca. O Operário e o gerente da fábria recebem seus salários. Eles levam o filho ao dentista. O dentista vai para o RJ passear e gastar o dinheiro que era do assentado. Assim o dinheiro viaja pelo Brasil ajudando a ter mais emprego, mais riqueza e mais qualidade de vida em todas as classes sociais.

Agora vocês vão ler esta notícia do jornal Valor Econômico:

"Em PE, metade dos fornecedores é de assentados

Valor Econômico - 05/04/2010

Gerson Carneiro Leão, de família tradicional de canavieiros de Pernambuco e presidente do Sindicato dos Cultivadores de Cana-de-Açúcar no Estado (Sindicape) há 24 anos, com um intervalo entre 2002 e 2004, é favorável ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e hoje representa até ex-sem-terra assentados. "Os assentados do MST estão todos plantando cana, são meus associados. Não tem outra coisa para plantar além da cana", diz Carneiro Leão, que também preside a comissão de cana da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O Sindicape tem hoje 14 mil associados, dos quais 7 mil são assentados rurais. "Há cinco anos, tínhamos 8 mil associados ao sindicato. Hoje, quase a metade do sindicato é de assentados do MST e de outros movimentos", diz o presidente da associação".

Do Blog do Chicão - 14.04.2010

3 comentários:

Anônimo disse...

Em suma: os assentados do MST só conseguem produzir como empregados do agronegócio. O modelo de agricultura familiar é falido.

Meio Ambiente disse...

Gostei muito do BLOG! só não concordo muito com os sem "terra" tem muita bandalha, muita gente ruim, se você acompanhar de perto vai mudar de idéia, desculpe,eu tenho acompanhado e não vejo coisas boas.

Anônimo disse...

Não entendi uma coisa: se eles produzem, porque ainda temos que sustentá-los? O MST é o maior proprietário de terras do Brasil e nós ainda temos que sustentar esses "produtores"?

PS: eu vi na fazenda do sul o que eles fizeram... derrubaram mais de 7.000 árvores de laranja e depredaram centenas de propriedades produtivas...

Respeito sua opinião, mas informe-se.

Abraços.