26 de jul de 2009

Pressão e propostas para a 1ª Confecom

No próximo sábado, 1º de agosto, na sede do Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, ocorrerá a Primeira Pré-Conferência Paulista de Comunicação. O evento reunirá ativistas dos movimentos sociais e comunicadores populares de todo o Estado e tem quatro objetivos básicos: intensificar a pressão da sociedade pela realização da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), que está sob séria ameaça dos barões da mídia; mobilizar amplos setores para interferir neste debate de caráter estratégico; contribuir na elaboração de propostas concretas de políticas públicas para a democratização da comunicação; e unificar o campo progressista na luta por mudanças no setor.

Com o título “Da comunicação que temos à comunicação que queremos”, o encontro discutirá a diversidade e pluralidade de conteúdo; controle social e instrumentos de regulação; publicidade e mecanismos de financiamento; concessão pública e propriedade; rede pública de comunicação; radiodifusão comunitária; e inclusão digital e internet, entre outros temas decisivos. Na parte da manhã, uma plenária debaterá a luta contra a ditadura midiática e os desafios da Confecom; já no período da tarde, vários grupos de trabalho discutirão propostas concretas para a democratização dos meios de comunicação. Uma plenária final aprovará a plataforma dos movimentos sociais e definirá um plano de ação para garantir as etapas municipais e estadual da conferência nacional.

Agenda obrigatória dos lutadores sociais

A Pré-Conferência Paulista é uma agenda obrigatória de todos os lutadores conscientes de que a comunicação é uma questão estratégica, que deve ser encarada como direito humano e requisito básico para o avanço da democracia. Ela foi convocada por 58 entidades, movimentos sociais e redes, que desde abril passado criaram o comitê paulista pró-conferência. Além de envolver os setores organizados da sociedade, o comitê paulista visa alertar os usuários inorgânicos para as deformações difundidas pela mídia. A convocação do evento expressa esta preocupação:

“Você está satisfeito ou satisfeita com a programação da sua TV? Sabia que as concessões de rádio e TV são públicas e que você poderia interferir na distribuição e no conteúdo delas? Você sabia que estão querendo controlar o uso da internet no Brasil? Acha justo e democrático que a liberdade de expressão seja um direito de oito famílias e que o povo brasileiro só tenha direito a trocar de canal? Quase 60% das verbas publicitárias são destinadas a uma emissora de televisão (TV Globo). E como ficam os sites, blogs, jornais e rádios comunitárias? A comunicação, assim como educação, saúde, moradia, é um direito humano que deve ser garantido a toda sociedade”.

Participe da Pré-Conferência Paulista em 1º de agosto! Ajude a organizar uma delegação da sua entidade sindical, comunitária, estudantil; monte uma caravana da sua cidade no interior; discuta o tema na sua igreja, bairro, escola. Não se omita neste importante debate. A mídia hegemônica, altamente concentrada, criminaliza as lutas dos trabalhadores e interfere diretamente nas nossas vidas, manipulando informações e deformando comportamentos, fazendo “corações e mentes”. A 1ª Confecom, uma conquista dos movimentos sociais, será uma oportunidade impar para discutir os mecanismos para a construção de uma comunicação mais democrática no Brasil.

Por Altamiro Borges - 26.07.09

Nenhum comentário: