15 de jun de 2009

Educação - Emidio e Maze fazem balanco da Educacao de Osasco

Um balanço geral das ações da administração na área de Educação foi o tema da entrevista coletiva dada à imprensa regional feita pelo prefeito de Osasco, Emidio de Souza e pela secretária responsável pela pasta, professora Mazé Favarão.
O encontro, que aconteceu no gabinete de Emidio, na manhã desta quarta-feira, 13, marca o início do ano letivo de 2008.
O objetivo é prestar contas dos encaminhamentos de 2007 e revelar os planos da Prefeitura traçados para a Educação neste ano. “Nosso esforço pelo ensino de qualidade deve envolver toda a sociedade. Creio que o evento de hoje é uma das formas de realizarmos uma gestão transparente”, explicou o prefeito.
Dentre os temas destacados, estavam as várias ações e projetos que estão revolucionando a Educação de Osasco. Os estudantes recebem, gratuitamente, material escolar e mochila, que custam em média, R$ 150,00. Além disso, ganham uniformes escolares, o que representa uma economia de R$ 310,00 para os pais. De acordo com artigo da então vereadora Mazé Favarão, publicado no jornal Diário da Região em 12 de fevereiro de 2003, apenas 13%, dos cerca de 31 mil alunos do Ensino Fundamental, na época, eram beneficiados com essa medida. Além disso, a Secretaria de Educação de Osasco está incorporando em toda a rede municipal de ensino o conceito de Escola-Cidadã (assessoria do Instituto Paulo Freire) e o Programa de Educação Inclusiva (PEI) (assessoria da Mais Diferença).
As reformas também ganharam destaque. Dos 150 equipamentos de ensino da rede, 90 já foram reformados. As obras do primeiro Centro de Educação Unificada (CEU) de Osasco, no Jardim Elvira, já foram iniciadas. A unidade ficará aberta à comunidade aos finais de semana, atendendo a até 3 mil pessoas cada um, e uma segunda unidade, atenderá a população da zona Sul, mais especificamente no Jardim Santo Antonio. Além disso, estão em processo de licitação mais duas obras, a escola Mario Quintana, no Alto de São Pedro, e a Osvaldo Gonçalves de Carvalho, antiga escola de lata, no Rochdale. Os dois projetos envolvem arquiteturas inovadoras, que incorporam os aspectos pedagógicos, a integração da comunidade, a utilização do espaço externo e interno e a escala do edifício na elaboração do projeto, cuja obra será feita de material pré-moldado com estrutura metálica. “No início do atual governo, tínhamos 3 grandes demandas: a valorização do professor, a melhoria das condições de trabalho e o aumento do número de vagas na rede pública municipal. A orientação do prefeito era a de atender. E estamos conseguindo.
Em 2007, promovemos a formação em serviços de mais de 600 profissionais e a entrega das inúmeras reformas, além de proporcionar um ambiente escolar para o professor e para o aluno, permitiu que aumentássemos a oferta em 300 vagas”, explicou Mazé Favarão.
Várias iniciativas da administração também foram elencadas como ações que vêm ajudando a transformar a Educação em Osasco, como a elaboração do novo plano de carreira e estatuto do magistério; o projeto Recreio nas Férias, que atende cada vez mais alunos; as crianças atendidas pela Equoterapia e Hidroterapia; a criação de uma central de vagas; a informatização de toda a rede; e a promoção da segurança escolar.
Outro ponto forte do discurso da professora Mazé foi a notícia de que o programa “Escolinha do Futuro”, para a edição de 2008, foi melhorado e ampliado, e atenderá 10 mil crianças esse ano. Além disso, como estratégia para manter o aluno em sala de aula, a escola se tornou mais atrativa, com a melhora na merenda e no uniforme e a implantação de projetos como o Lego e o Ciência Hoje.
Emidio encerrou o evento falando sobre a Universidade Federal. “Estive essa semana em Brasília para tratar do assunto. Assim que a área onde a Universidade será construída for adquirida pelo Ministério da Educação, poderemos dar andamento às tratativas e avançar no processo de sua instalação em Osasco”, disse.

Da TV Aldeia - veja o vídeo

Nenhum comentário: