24 de ago de 2012

Lewandowski revela a face da velha mídia

Imagem: facebook/Thais Krug - RS

Lewandowski faz mídia pirar 
O ministro revisor do julgamento do suposto “mensalão”, Ricardo Lewandowski, inocentou João Paulo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados à época do “escândalo”. As acusações são peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Cunha foi inocentado pelo ministro revisor por falta de provas.

Blog do Cadu - 24.08.12
Logo a grande imprensa tenta diminuir e desqualificar Lewandowski. No primeiro dia seu voto, ele chegou a concordar com o ministro relator, Joaquim Barbosa. Mas a absolvição de João Paulo Cunha criou insônia na grande imprensa.
Como já disse antes por aqui, este julgamento é a última chance da direita brasileira de tentar uma sobrevida política. Estão sem nomes, sem agenda e seus passos são para tentar salvar seu discurso moralista.

Nem isso irão conseguir. Uma cachoeira de revelações criminosas da grande imprensa foi revelada ao país.
Aguardemos mais capítulos da novela midiática criada pela grande imprensa brasileira. A cada derrota ela range seus dentes. 
Se a vida fosse a timeline do Facebook teríamos várias imagens do Lewandowski com a legenda “O PIG pira”.
Mas uma pergunta fica no ar: a grande imprensa vai se retratar com os inocentados no julgamento?
Do Blog do Cadú 

Leia também

Globo 'mensaleira' embolsou R$ 2,7 milhões da agência de Marcos Valério, só na Câmara

Quem 'pariu' o termo "mensalão", agora aguente.

A TV Globo e seus parceiros do PIG passaram 7 anos acusando falsamente o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) de ter desviado dinheiro público para o "mensalão" no contrato de publicidade da Câmara dos Deputados com a agência SMPB de Marcos Valério.

Agora ficou provado nos autos do processo que a maior parte do dinheiro desse tal "mensalão" nesse contrato foi embolsada pela TV Globo e seus parceiros do PIG, a título de veiculação de propaganda na execução do contrato.

Eis os principais "mensaleiros" da imprensa televisa , e os valores embolsados:

TV Globo: R$ 2,7 milhões
SBT: R$ 708 mil
TV Record: R$ 418 mil

Eis os principais "mensaleiros" da imprensa escrita:

Grupo Abril (dono da revista Veja): R$ 326 mil
Grupo Estado: R$ 247 mil
Grupo Folha: R$ 247 mil
Fundação Vitor Civita (do Grupo Abril): mais R$ 66 mil.

Eis a relação completa de pagamentos, por data, aos "mensaleiros" Globo, Veja, Folha, Estadão, etc (clique nas imagens abaixo para ampliar):



Continua em mais 3 folhas abaixo ...




Por Zé Augusto - Blog dos amigos do Lula 

Nenhum comentário: