30 de jul de 2009

BOLSA-FAMÍLIA REDUZ A MIGRAÇÃO DO NORDESTE PARA RIO E SP!

O Governo do Presidente Lula vai passar a história como o maior de todos os tempos, nunca um presidente fez tanto para diminuir a pobreza e a injustiça social do país. Lula de origem nordestina, viveu as dores e os sofrimentos de um retirante em busca de uma nova vida em São Paulo e no Rio de Janeiro. Até o ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia reconhece os efeitos positivos do Programa BOLSA FAMÍLIA, que José Serra condena e diz abertamente, caso eleito, vai ACABAR com o referido Programa. Leia abaixo matéria do blog do César Maia:
1. Os dados observados no censo de pequenos e médios municípios em 2007 já anotavam isso. As observações em centros de acolhimento e população de rua no Rio, idem. E as informações de matrículas em escolas e atendimentos em postos de saúde, confirmaram. É um efeito colateral positivo do Bolsa-Família. Os dados de crescimento de moradores em favelas e da população do Rio-Capital, extrapolados pelo IPP do censo parcial de 2007, só confirmam: 1,5% anual para favelas, 0,74% para a cidade e 0,58% para não-favela. A taxa de 1,5% se aproxima da taxa de natalidade que é, naturalmente, o piso.

2. Politólogo Marcos Costa Lima, Diretor do Núcleo de Estudos Regionais e do Desenvolvimento da Universidade Federal de Pernambuco. Uma das respostas à entrevista ao Caderno Aliás, do Estado de SP, 26/07. P: Mas quase não se ouve mais falar tanto de seca, de refugiados, como nos anos 70 e 80. R: O número de retirantes diminuiu. Hoje o pobre do interior tem condições, mínimas que sejam, de ficar. Ele não precisa fugir da seca, porque o dinheiro de programas como o Bolsa-Família e a previdência rural segura.

Por Daniel Pearl - Blog da Dilma - 30.07.09

Nenhum comentário: